sábado, 1 de outubro de 2016

1º | A rapariga no autocarro



 O rapaz agarrou-lhe na mão e deu um beijo na mesma. A rapariga tinha um brilho nos olhos. Eles amavam-se um ao outro. Pousou a mão na perna dela e começou a dar-lhe chapadinhas no joelho. Ela refilou e ele roubou-lhe um beijo. Ela afastou-o e ele puxou-lhe. Ela empurrava-lhe e ele agarrava-lhe. Tentava roubar mais um beijo, mas ela desviava a cara com o tal brilho nos olhos. Ela foi lá e bateu-lhe no ombro e ele rio. Ela vai lá e também ri, porque o riso dele era contagiante. Ela não conseguia ouvi-lo sem se rir. Ela satisfeita pela vingança e ele apaixonado, no último banco do autocarro. 

14 comentários:

  1. Respostas
    1. No autocarro assistimos a muitas histórias, que não vemos quando andamos só de carro privado. E há quem escreva livros baseando-se nestas pequenas histórias, beijinhos!

      Eliminar
    2. É verdade, mas a história não é totalmente verídica. Beijo

      Eliminar
  2. Gostei bastante do que li e também gostei do teu blog e por isso já estou a seguir.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Ai pá que bonito. Fiquei arrepiada! Beijinho

    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Obrigada. Depende... há dias em que nem passo de uma frase.

      Eliminar
  5. Que lindo, consegui visualizar a cena toda :o

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. A sério? Fico muito feliz por ouvir isso <3

      Eliminar